quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Para já é sinal +

A terceira avaliação da troika a Portugal correu bem. A nota para já é positiva, e assim Portugal tem o direito a obter mais cerca de 14.600 milhões de euros para continuar a sua recuperação financeira e um dia poder voltar aos mercados. Ao contrário da Grécia, Portugal e Irlanda têm cumprido com rigor tudo aquilo que lhes foi recomendado.


Os ultimos dados já indicavam o bom caminho, apesar do lado da receita ainda não se ter conseguido um valor importante, devido à quebra da actividade económica que com o aumento do IVA caiu bastante. O importante é que do lado da despesa o prometido está a ser cumprido, para bem do "peso" do Estado. E penso, que depois de ser feita toda esta limpeza haverá uma nova realidade na Administração Publica portuguesa.


O Governo e em especial Passos Coelho e Vitor Gaspar merecem o reconhecimento pelo caminho que se está a seguir, embora a esquerda venha dizer que o sacrificio feito está apenas e só a afectar alguns portugueses. Mas não! Todos eles estão a sofrer no bolso a austeridade.


terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Dublin não é como Passos Coelho

A Irlanda anunciou que vai submeter o tratado orçamental europeu a um referendo. Decisão sábia e coerente dos irlandeses que nunca foram pró-europeus. É de aplaudir esta decisão pelas mudanças significativas que vão ocorrer após a entrada em vigor do novo tratado.

É curioso verificar que mesmo estando sob ajuda financeira da troika, a Irlanda não segue as politicas definidas por Merkel e Sarkozy. Aqui está um bom exemplo para Pedro Passos Coelho mas para todos os PM´s sem coragem para enfrentar o dueto.

Convêm recordar que foi a Irlanda que recusou uma Constituição Europeia e só no segundo referendo é que a população disse SIM ao tratado de Lisboa.


O Governo irlandês segue as regras democráticas e consulta o povo e ao mesmo tempo discute a Europa, algo que em Portugal que desde 86 nunca se fez. E não é por acaso que Dublin segue o mesmo caminho de Londres......


Afinal havia mais descontentes com esta medida anunciada pelo eixo Paris-Berlim

Xadrez quer justiça

O Boavista, clube histórico do futebol português, vai exigir a reintegração na I Liga, depois de notificado da decisão do Tribunal Administrativo e Fiscal de Lisboa que a reunião do CJ onde se decidiu a despromoção do clube axadrezado à II Liga era inválida.


Se os recursos derem razão ao clube portuense, é de mais elementar justiça o histórico clube voltar ao convivio dos grandes onde até ganhou um campeonato nacional. Seria interessante, juntar aos quatro grandes, mais um clube com dimensão de campeão. No entanto, não me parece que tenha sido Ricardo Costa a atirar o Boavistão para os escalões secundários. Um dos grandes problemas desta equipa no tempo dos Loureiros foi as dívidas que se acumularam ao longo dos anos com a construção do Estádio mas também na obtenção de craques.


Basta olhar para o exemplo do Braga que luta pelo titulo tendo um orçamento muitíssimo inferior ao dos três grandes mas dentro do campo é Grande! Nem com a entrada na Champions League, António Salvador se vislumbrou e começou a gastar. É por isso que o projecto do Sp.Braga tem um futuro brilhante. Assim, não seria nas melhores condições que o Boavista regressaria à Primeira Liga, mas caso obtenha esse direito será um problema para o Presidente da Liga.



Austeridade é a solução?

Uma das discussões mais frequentes no nosso país mas também por essa Europa fora é se a Austeridade é o caminho a seguir para que países como Grécia, Portugal e Irlanda consigam reentrar nos mercados.

Sabemos que a Grécia tem sido mantida como um doente em estado de coma. A máquina pela qual os gregos estão ligados está prestes a ser desligada. Há quem diga que a ultima ajuda foi mesmo a derradeira. Portugal e Irlanda têm até ao momento conseguido sobreviver ao estado vegetativo e pelos ultimos números estão a cumprir com o exigido. No caso português ainda é cedo para falar, mas pelo menos o governo tem reduzido a despesa, o que era um dos seus objectivos.

Terminada a questão grega, todos os holofotes vão-se virar para Portugal, até porque o caso irlandês tem sido um caminho de sucesso. A pressão dos mercados, das agências de rating, da UE e da própria população vai ser um teste à capacidade de Passos Coelho. Quando a Grécia cair, haverá outro alvo para abater.

É importante debater se estas ajudas financeiras do FMI ou da troika são a solução, porque na sua maioria apenas contemplam medidas de austeridade e não visam procurar incentivos ao investimento e crescimento da economia. Todos dizem que a austeridade só traz recessão e tem sido esse o maior problema dos países que procuram ajuda externa.

Esta já não é uma questão de esquerda ou direita mas da sobrevivência económica e social de um país. Pelo que temos assistido a solução na Grécia falhou, embora com grande culpa dos gregos. Esperemos que a fórmula adoptada pela troika portuguesa conheça melhores resultados.


segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Os Laboratórios dos Partidos

Hoje o PS dá inicio ao Laboratório de Ideias e Propostas para Portugal, o LIPP para ser mais preciso e contundente.

Este é mais um think thank partidário que em nada irá acrescentar, quer ao partido, quer ao país.

Também o PSD e Passos Coelho lançaram a sua iniciativa para promover o debate interno mas principalmente para arranjar soluções nacionais. Durante a oposição a Manuela Ferreira Leite, este foi um importante veículo para Passos Coelho se dar conhecer a si e às suas ideias liberais.

Quando era oposição o governo, o actual PM esqueceu por completo esta iniciativa. Por falta de tempo, interesse ou por não ser mais necessário.


O PS de Seguro vai na mesma linha e consoante o prometido na campanha interna, o actual secretário Geral lança o LIPP. Este pequeno laboratório onde todos supostamente podem enviar ideias e sugestões que irão para a caixa de email mas nunca serão abertas. É quase certo que este LIPP não vai ser falado ou sequer debatido nos próximos meses. Com a crise não se pode perder tempo com laboratórioszecos e o mais natural é este "think thank socialista2 morrer quando Seguro for PM.....


sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Jesus fala demais...

Jorge Jesus para além de ser um excelente treinador tem uma especial vocação para ser papagaio.

Quando a equipa está lá no alto, como acontece neste preciso momento, Jesus excita-se e começa a "endeusar" o seu futebol e os seus jogadores. Não é que o Benfica não mereça e não seja justo mas acho que um pouco de contenção para fora não ficava mal, até porque podemos cair no ridiculo de ficar de mãos a abanar.

Ao falar sobre a eliminatória do FC Porto com o City, Jesus cometeu um erro muito grande. Ainda por cima numa altura em que vem de duas derrotas e uma delas, a de Guimarães pode ter consequências na atribuição do titulo.

Em vez de ficar calado, Jesus deu uma motivação extra para que os jogadores do FC Porto entrem em campo com o Feirense e na Luz com uma motivação especial. E todos nós ainda nos lembramos dos dois jogos decisivos no Estádio do Benfica a época passada.

É bom que Jesus tenha a garantia que vai ganhar em Coimbra e na próxima semana vença categoricamente o FC Porto, porque a história diz-nos que quando o FC Porto está em primeiro a diferença pontual é enorme. Já quando o Benfica vence, o titulo é alcançado por uma margem pontula mínima. Não é que isso seja importante, mas diz respeito à moral que FC Porto e Benfica têm quando estão a perseguir o lider. E nesse aspecto, o Benfica ainda tem muito de aprender.

Cavaco Silva, o novo cowboy português



Cavaco Silva como nunca antes tinhamos visto.

Depois da cena do bolo rei, eis que Cavaco Silva, qual Billy the Kid, a envergar um chapeu à cowboy como que a dizer aos portugueses que será ele o salvador da crise portuguesa. Ao vestir o papel de Russel Crowe nos Indomáveis, o actual PR está ameaçar claramente o lugar de Pedro Passos Coelho. Ao que sabemos, o PM fará de Jerónimo, um indio selvagem que lutou pela sobrevivência da sua espécie, tal como tenta que o povo português não acabe como a tribo Cheyenne.

Mas parece que Cavaco Silva tomou a dianteira e está pronto para invadir São Bento, montado no seu Jolly Jumper.

O duelo aproxima-se e terá como árbitro António José Seguro. Falta ainda anunciar o local onde será realizado o tira-teimas.

Em sentido opostos

É preciso recuar muito tempo para que tenhamos as duas principais figuras de Estado em sentidos opostos no discurso mas também nas atitudes.


Todos se lembram da atitude de Cavaco Silva perante o protesto montado numa escola. É verdade que a organização da visita esteve mal, mas mesmo assim o PR deveria ter seguido em frente e enfrentado a população. O PM por seu lado, teve uma postura completamente diferente. É raro notarmos um PM a falar com as populações quando estas estão descontentes com os caminhos a seguir. Quem não se lembra das barreiras impostas pelos seguranças de Socrates quando o ex-PM era vaiado?. PM está a conseguir convencer os portugueses que os sacrificios valerão a pena, porque depois virá a bonança.


Hoje mesmo Cavaco Silva afirmou que espera que os jovens não tenham de emigrar. Há uns tempos o PM e o secretário de Estado da Juventude aconselharam os mais novos a procurarem trabalho lá por fora. Essas afirmações deram origem a um enorme sururu....


Há muito que se sabe do não relacionamento pessoal entre as duas figuras, até porque embora sejam do mesmo partido, têm orientações ideológicas bem distintas.


O que não é normal é a postura que Belém e São Bento têm em relação a determinadas matérias. Parece que cada um está a fazer a sua "governação", embora o PR faça isso através das palavras e não dos actos. Porque não pode.


É notório que Cavaco ainda não perdeu o bichinho de opinar quando muito bem lhe entender. Perante isto, aqui está um belo "fait diver" para que o PS consiga fazer alguma oposição, quer ao governo quer ao PR.



terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Autoritarismo e Exigência

Pedro Passos Coelho tem revelado uma faceta de autoritário e exigente. As palavras de ordem como "custe o que custar", "tem de ser feito" e ainda por cima as novas exigências em relação aos feriados e à questão de tolerância de ponto no Carnaval mostram um Primeiro-Ministro determinado a seguir um caminho firme e duro.

Muitos não gostam desta atitude e acham que PPC é autoritário. A sua intransigência em relação a alguns assuntos têm deixado sectores da actividade furiosos e indignados com algumas tomadas de posição por parte do PM. Isto aconteceu especialmente na questão da tolerância de ponto em período carnavalesco.


Pelo contrário, há quem aplauda as medidas tomadas por PPC, já que é deste tipo de posições que o país precisa. Exigência e pouca folia é aquilo que Portugal necessita neste momento, até porque a troika está cá e não quer ver muitos cabeçudos na rua. A frase "é por isto que o país está como está" , deve ter deixado PPC maluco e assim há que preparar a nação para mais trabalho e profissionalismo para tirar o país deste marasmo em que se encontra.


São estas as duas faces que Passos Coelho está a revelar...


quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

O efeito inútil das greves

Arménio Carlos acaba de marcar uma greve para dia 22 de Março. Será o seu primeiro acto de protesto enquanto lider da CGTP.

Esta será uma greve contra o agravamento da legislação laboral. No minimo é ridiculo, o argumento, o timing e a oportunidade da greve. Um dia depois, realiza-se o congresso do PSD, pelo que é preciso que se discute as causas e consequências da luta.


Será a terceira greve no espaço de dois anos, porque as ultimas duas foram no final de 2010 e 2011. Havendo esta agora em Março é bem possível que no final do ano venhamos a ter outra.


É por acções destas que os sindicatos e os seus lideres estão em frequente declínio no nosso país e são olhados de lado pelas pessoas que não suportam estas atitudes em tempos de crise.


Um sinal positivo foi dado em Novembro, devido ao facto dos números de adesão terem caído em relação a anos anteriores, o que significa a consciencialização por partes dos trabalhadores que só exercendo os seus deveres conseguem combater a crise e os problemas das empresas que representam.


Perante isto, esta greve e as vindouras terão dificuldades em atingir os governos.


segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Pinto da Costa terá mais Paciência

Domingos acaba por ser despedido do Sporting. Nem um ano durou o treinador que iria salvar o clube, depois de uma época conturbada com eleições à mistura.

O mau arranque da época e o facto de estar a 8 pontos do Braga levaram o clube a accionar a clausula de despedimento. Isto, um dia depois de Godinho Lopes garantir que o problema não era o treinador.

O despedimento é surpreendente se tivermos em conta a qualidade do técnico, os reforços e apesar de tudo algum futebol de qualidade que os leões a espaços apresentavam.

Era um projecto para dois anos, mas durou apenas 7 meses.

Domingos deve estar perdido, pois trocou o Braga que lhe poderia dar o salto para o Dragão por um Sporting instável. Acreditou que o clube de Alvalade ia mudar com a entrada de Godinho, mas os leões continuam iguais. Muitos a falar na hora da derrota. Não se percebe a razão da escolha de Duque e Freitas para comandar o futebol. Lembram-se de quando apareciam os dois a falar?

Isso nos clubes rivais não acontece.


Quem vai ser o sucessor? Ricardo Sá Pinto que há uns tempos deu uma entrevista. O treinador dos juniores que espreitava a queda da equipa, a saída de Domingos e a sua oportunidade para liderar o futebol leonino. Sá Pinto conseguiu e com certeza teve ajuda dentro da estrutura do Sporting que não deve aceitar muito bem o facto de uma ex-glória do FCP comandar a equipa.


Sá Pinto não é uma solução de recurso porque fica até 2013. O fim desta época e toda a outra, pelo menos enquanto durar. Está encontrado o novo Paulo Bento. Sem experiências mas com o leão no coração. No Verão mais uma fornada de jogadores vão entrar, não se sabe com que director porque Freitas deve sair, já que foi ele quem escolheu e depositou confiança em Domingos.


Domingos e Freitas vieram do Braga. De saída de Alvalade, não voltarão ao AXA onde a equipa guerreira está bem à frente do Sporting.


Para Domingos pode haver uma salvação que se chama FCP. Se Vitor Pereira não vencer o campeonato, o filho pródigo à casa torna e agora para ter sucesso., porque lá terá todas as condições para triunfar, à semelhança do que aconteceu com João Moutinho.


Assim, Domingos cumpre um sonho e Pinto da Costa garante um treinador que lhe dá garantias de sucesso.